PROJETOS DE ILUMINAÇÃO NA ESPANHA

Iluminamos o patrimônio cultural da Espanha

O Programa de Iluminações da Iberdrola, realizado através de sua fundação na Espanha, recebeu um investimento de mais de 3 milhões de euros desde 2009, melhorando a iluminação de mais de 40 monumentos, entre os quais se destacam o Mosteiro de Guadalupe (Cáceres), a Catedral Nova de Salamanca, a Catedral de Ávila, a histórica ponte romana de Alcântara (Cáceres) ou a fachada do Congresso dos Deputados (Madri). Além de servirem para destacar os elementos ornamentais, esses projetos também contribuem para a eficiência energética.

 Real Monasterio de Santa María de Guadalupe (Guadalupe, Cáceres)

A Iberdrola renovou, em setembro de 2020, a iluminação exterior do Real Monasterio de Santa María de Guadalupe, um dos maiores símbolos arquitetônicos da região da Extremadura, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1993.

A inauguração da nova iluminação contou com a presença do presidente do grupo Iberdrola, Ignacio Galán; do presidente do governo regional da Extremadura, Guillermo Fernández Vara; do Ministro provincial da Província Franciscana da Inmaculada Concepción, frei Juan Carlos Moya; e do prefeito de Guadalupe, Felipe Sánchez Barba.

Ignacio Galán, presidente do grupo Iberdrola

O trabalho de conservação de nosso patrimônio histórico-artístico nos permite contribuir para a divulgação de nossas origens e nossa cultura, promovendo um turismo de qualidade que será fundamental para a recuperação econômica de comarcas como esta na qual estamos

Os trabalhos realizados pela Iberdrola, com o objetivo de revitalizar este monumento dos séculos XIV e XV, conseguem potencializar os volumes do conjunto arquitetônico de estilo gótico, mudéjar, renascentista, barroco e neoclássico, e realçar suas alturas e profundidades, após reforçar as estruturas superiores do mosteiro: torres, fachada principal com suas ameias e zimbório.

O projeto também contribui para a sustentabilidade, pois melhora a eficiência energética em 60 % e evita a emissão de 5,3 t CO2/ano. A iluminação combina o uso da tecnologia LED mais avançada com uma esmerada instalação e o controle do resplendor luminoso noturno. O perímetro lumínico do Mosteiro também foi ampliado, com a instalação de 197 projetores.

  Centro Superior de Estudos da Defesa Nacional (Madri)

A Iberdrola assinou, em julho de 2020, um acordo de colaboração com o Ministério de Defesa para projetar e executar um novo sistema de iluminação ornamental para a fachada principal da sede do Centro Superior de Estudos da Defesa Nacional (CESEDEN).

A companhia instalará luminárias com a tecnologia LED mais avançada para aumentar a eficiência energética (75 % superior em média se comparada com as lâmpadas analógicas), reduzir o gasto energético e as emissões de CO2 na atmosfera e minimizar os trabalhos de manutenção. Além disso, o projeto permitirá ressaltar as características arquitetônicas da fachada de estilo eclético desse edifício do final do século XIX.

 Basílica de Nuestra Señora del Prado (Talavera de la Reina, Toledo)

A Iberdrola, em fevereiro de 2020, também renovou e modernizou a iluminação ornamental exterior da Basílica de Nuestra Señora del Prado em Talavera de la Reina (Toledo), declarada como Bem de Interesse Cultural em 1993 na categoria de Monumento. A companhia instalou 45 focos de LED capazes de iluminar uma superfície de mais de 2.000 m2, que realçam e destacam a silhueta noturna do templo. Graças às novas luminárias, consegue-se uma eficiência energética de 60 %, evitando assim a emissão na atmosfera de 1,6 toneladas de CO2/ano.

 Catedral de Palência

Em novembro de 2019, a Iberdrola assinou um convênio para a renovação da iluminação interior da catedral de Palência visando destacar a beleza dos elementos arquitetônicos do edifício.

A catedral de San Antolín, construída sobre uma planta de cruz latina de três naves e dois cruzeiros, será iluminada com a tecnologia LED mais avançada, respeitando os valores patrimoniais e espirituais do edifício. A iluminação deste templo de estilo gótico, com elementos próprios da época românica e visigótica, é uma clara demonstração do compromisso da companhia com Castela e Leão, que visa favorecer o valor social da cultura e a conservação do patrimônio da região.

  Quartel-General da Marinha (Madri)

Em novembro de 2019, a companhia também inaugurou a nova iluminação ornamental da Escadaria Monumental da sede do Quartel-General da Marinha. A escadaria de estilo imperial possui, desde então, uma iluminação que ressalta as características arquitetônicas do espaço e minimiza o impacto das luminárias ao mimetizá-las com o ambiente à sua volta graças ao seu design.

O projeto representou um investimento de 50.000 euros e resultou na instalação de 117 luminárias LED com uma potência total de apenas 2.500 watts, o que permitiu melhorar a eficiência energética em 48 %.

Nova iluminação da Escadaria Monumental do Quartel-General da Marinha (Madrid).#RRSSNova iluminação da Escadaria Monumental do Quartel-General da Marinha (Madrid).

  Catedral de Santiago de Compostela (Galicia)

Nesse mesmo mês, a Iberdrola assinou um acordo para tornar realidade a nova iluminação interior da Catedral de Santiago de Compostela. O projeto, que receberá uma verba de 800.000 euros por parte de sua Fundação na Espanha, permitirá renovar a iluminação interior do monumento, ressaltando os elementos distintivos das naves, cruzeiro, deambulatório, trifório e Pórtico da Glória.

A companhia colabora com a Catedral de Santiago desde 2004, promovendo iniciativas como a iluminação da Porta Santa. Da mesma forma, em 2015 apoiou a renovação total da iluminação, assim como o controle e as instalações elétricas da capela-mor e do sepulcro do apóstolo.

 Projetos em Salamanca

Em outubro de 2019, a Iberdrola também assinou um acordo para a renovação da iluminação do retábulo-mor da Catedral Velha de Salamanca. O objetivo é proporcionar ao conjunto uma iluminação moderna e eficiente, que evite ofuscamentos e respeite ao máximo sua conservação. Além disso, a nova iluminação pretende conseguir uma reprodução cromática que não altere as pinturas.

Em maio do mesmo ano, a Iberdrola inaugurou a iluminação do interior da Capela do Colégio Mayor del Arzobispo Fonseca, declarada Bem de Interesse Cultural. A ação realizada permitiu limitar a poluição luminosa, uma vez que oferece uma iluminação uniforme que destaca o retábulo, a cúpula e o cruzeiro.

Em abril, a companhia inaugurou tambén a iluminação ornamental interior da Catedral Nova de Salamanca, proporcionando um maior protagonismo aos elementos relevantes da construção declarada Bem de Interesse Cultural, além de melhorar sua eficiência energética em 87 %.

A Iberdrola utilizou a tecnologia LED mais avançada para destacar as abóbadas das naves laterais e central, o cruzeiro e o zimbório, além de ressaltar elementos específicos da capela-mor e do altar com uma potência total instalada de 6,9 quilowatts. Para tal, foram instalados 144 focos e 1.400 metros de cabos que, graças à uma meticulosa instalação, passam completamente despercebidos diante dos olhos do visitante nas galerias dos trifórios que circundam as naves da catedral.

Festival Luz e Vanguardas
A criatividade ilumina Salamanca

  Projetos em Alcântara (Cáceres)

Em junho de 2019, a companhia inaugurou a nova iluminação ornamental da Galeria de Carlos V do Conventual de San Benito, onde em cada verão acontece o festival de Teatro Clássico de Alcântara. Mais concretamente, o projeto destacou a arquitetura de estilo renascentista desse convento do século XVI, além de proporcionar ao conjunto do recinto uma iluminação ambiental na arquibancada do teatro que facilita a passagem dos presentes. A nova iluminação reduz o gasto energético em 50 %.

Iberdrola inaugura a nova iluminação da Galeria de Carlos V do Conventual de San Benito (Cáceres).#RRSSIberdrola inaugura a nova iluminação da Galeria de Carlos V do Conventual de San Benito (Cáceres).

A essa iniciativa também se soma a renovação da iluminação da Ponte Romana de Alcântara, realizada pela Iberdrola em 2015.

 Catedral de Ávila

Em março de 2019, a companhia também renovou a iluminação ornamental exterior da catedral de Ávila. O projeto melhora a eficiência energética desse templo declarado Bem de Interesse Cultural na Espanha e evita a emissão na atmosfera de 4,8 toneladas de CO2/ano. Além disso, a Iberdrola instalou a tecnologia LED mais avançada em todo o perímetro, coberturas e torres da catedral para melhorar sua imagem noturna.

 Museu do Prado (Madri)

A companhia também colaborou com o Museu do Prado no projeto Lighting the Prado. Esse ambicioso projeto, concluído em 2018, durou quatro anos e permitiu renovar todo o sistema de iluminação do museu, substituindo lâmpadas halógenas por tecnologia LED em todas as salas.

 Panteão Real da Colegiada de San Isidoro (Leão)

Também em 2018, a Iberdrola renovou a iluminação ornamental do Panteão Real da Colegiada de San Isidoro de León. O projeto, que representou um investimento de 87.000 euros, foi realizado graças ao acordo de colaboração assinado entre a Iberdrola e os cônegos da Colegiada de San Isidoro de León em junho de 2017. Seu objetivo era destacar a excelência dos bens culturais desta capela do século XI.

Para desenvolver esse projeto, a companhia utilizou projetores LED com uma reprodução cromática superior a 98 %, o que permite que as cores sejam percebidas como se fossem luz natural. Além disso, essa tecnologia LED é mais ecológica com as pinturas porque não emite raios infravermelhos nem luz ultravioleta. Finalmente, foram incluídos três sensores de luz natural que ajustam automaticamente o nível lumínico do interior do Panteão Real.

 Mosteiro da Ordem de Santiago (Uclés, Cuenca)

Por outro lado, a Iberdrola inaugurou em maio de 2018 a nova iluminação externa da frontaria principal da fachada sul do Mosteiro da Ordem de Santiago em Uclés (Cuenca), depois de ter realizado um processo de renovação da iluminação ornamental que realça, por um lado, o volume da fachada e, por outro, os detalhes arquitetônicos do monumento cuja construção remonta ao ano de 1735.

O presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, junto ao bispo de Cuenca, José María Yanguas; o presidente do governo de Castela-La Mancha, Emiliano García-Page; e o secretário de Estado, diretor do Centro Nacional de Inteligência, Félix Sanz Roldán, presenciaram o acendimento das luzes com arandelas de tecnologia LED, que reduzem a potência total em 55 %, o que significa diminuir o gasto energético e reduzir as emissões de CO2 na atmosfera.

 Real Fábrica de Tapeçarias (Madri)

A companhia e a Real Fábrica de Tapeçarias concluíram em fevereiro de 2018 a renovação do sistema de iluminação da oficina de restauração dessa instituição, proporcionando à mesma a mais avançada tecnologia LED. Para tal, foram instaladas 40 lâmpadas e outros dispositivos de reforço que oferecem uma maior reprodução cromática, além de implantar um sistema de controle para regular o nível de iluminância de acordo com as necessidades do restaurador.

A nova iluminação, mais moderna e eficiente, permitirá reduzir o consumo elétrico em mais de 47 % e proporcionará uma economia de emissões de CO2 de aproximadamente 3,5 toneladas/ano.

  Real Academia de Bellas Artes de San Fernando (Madri)

Em 2016, a Iberdrola renovou o sistema de iluminação do primeiro andar da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando dedicado às salas dos antigos mestres, valorizando aspectos como a contemplação, o desfrute e a conservação da obra de arte.

  Congresso dos Deputados (Madri)

O Congresso dos Deputados possui, desde dezembro de 2014, um sistema de iluminação exterior de baixo consumo financiado, projetado e instalado pela Iberdrola. A nova iluminação, baseada na tecnologia LED de apenas 1.400 watts, reduz em 75 % o consumo energético em relação aos focos convencionais e destaca os elementos mais significativos da fachada principal do edifício neoclássico.

 Confira os projetos de iluminação desenvolvidos pela companhia na Espanha