START-UP CHALLENGE: POWER ELECTRONICS CHALLENGE

Um spin-off da Universidade de Cardiff nos ajudará a otimizar redes de média e baixa tensão com eletrônica de potência

A start-up Integrated Powertech galesa foi a vencedora desse desafio no qual procurávamos soluções competitivas e inovadoras, baseadas na eletrônica de potência, que nos permitam otimizar redes de média e baixa tensão, melhorando a sua flexibilidade em diferentes cenários de carga.

A empresa, spin-off da Universidade de Cardiff, participou com o nome de E-Power e foi uma das quatro finalistas. Participaram com o projeto Power Electronics and Underground substation upgrades (Atualizações de eletrônica de potência e subestações subterrâneas).

ANTECEDENTES

A Iberdrola tem mais de 1,2 milhão de km de linhas de transmissão e distribuição de energia elétrica, distribuídas nos Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e Espanha. Como parte dessa rede, há mais de 4.400 subestações de alta e média tensão e mais de 1,5 milhão de transformadores de distribuição de média e baixa tensão, todos construídos e operados para fornecer um serviço confiável e de alta qualidade a um total de 31 milhões de pontos de fornecimento de eletricidade.

Além disso, ela é pioneira na digitalização das suas redes através da implantação de smart grids, integração de soluções de armazenamento e implementação de postos de carregamento de veículos elétricos.

Todo esse trabalho é realizado em paralelo a um grande esforço para minimizar o impacto ambiental dessas instalações.

Neste sentido, em outubro de 2020 a Iberdrola lançava, através de seu Programa internacional de start-ups - PERSEO, este desafio na procura de novas soluções eletrônicas de potência que sejam inovadoras e que permitam a otimização de redes de média e baixa tensão, melhorando a sua flexibilidade.

DESCRIÇÃO DO RETO

As redes de eletricidade estão passando por um período de mudança considerável sobre como a eletricidade é gerada e consumida pelo aumento da utilização de tecnologias com baixo teor de carbono (LCTs). Assim sendo, a necessidade de aumentar a flexibilidade e adaptabilidade da rede é essencial, revelando-se a eletrônica de potência como o principal impulsionador desta transição.

A empresa da Iberdrola ScottishPower (SP) Energy Network, em conjunto com outras companhias autorizadas, está promovendo de forma ativa os benefícios potenciais da aplicação de dispositivos de Eletrônica de Potência na rede elétrica. A SP Energy Networks tem um enfoque holístico sobre este assunto, cobrindo média tensão e LVDC (corrente contínua de baixa voltagem), como comutadores de derivação em carga, transformadores inteligentes e redes LVDC.

Apesar dos benefícios reconhecidos do uso de dispositivos eletrônicos de potência em redes de média/baixa tensão, há várias barreiras que impedem uma aplicação mais estendida na rede de energia, incluindo o desenvolvimento de tecnologias, comunicações, saúde e segurança, vida útil do produto e eficiência.

É por tudo isso que Perseo apresentou este reto para encontrar soluções competitivas e inovadoras que permitam a otimização das redes de média e baixa tensão, melhorando a flexibilidade em diferentes cenários de carga.

O QUE PROCURAMOS

As soluções enviadas, que foram analisadas por especialistas do negócio de Redes do grupo Iberdrola, deviam atender às seguintes necessidades:

 Melhorar a eficiência e confiabilidade dos dispositivos eletrônicos de potência.

 Em particular, dispositivos que sejam economicamente competitivos em termos de mercado.

 Integração desses dispositivos eletrônicos de energia como parte de novas soluções/serviços para dar apoio a uma rede de energia líquida zero.

 Soluções que possam melhorar de forma efetiva a qualidade de energia da rede de distribuição.

 Garantir o controle e as comunicações associadas para evitar e retardar os reforços convencionais nas redes para, em última análise, conseguir economias tangíveis para o Negócio de Redes.

O PRÊMIO

O projeto será desenvolvido em colaboração com os especialistas técnicos da área de redes da Iberdrola.

O prêmio consistirá na assinatura de um contrato de colaboração e teste com o Programa internacional de start-ups - PERSEO e/ou qualquer outra empresa relevante do grupo Iberdrola, que arcará com os custos e fornecerá ao vencedor o suporte técnico necessário, acesso a infraestruturas e dados reais para testar a solução.

Se o teste for bem-sucedido, a Iberdrola poderia oferecer ao participante uma oportunidade de ampliar a solução adotando-a através de acordos comerciais. Além disso, o Perseo poderia considerar investir no participante.

Caso tenha quaisquer dúvidas, escreva para IberdrolaChallenge@iberdrola.es.

CRONOGRAMA

04/11/2020
Lançamento
público do
desafio
31/12/2020
Finalização do
prazo para
receber
propostas
MARÇO 2021
Anúncio do
vencedor