Complexo eólico terrestre de Oitis

Oitis, o nosso maior projeto eólico terrestre na América Latina

Projetos Iberdrola Eólica onshore Brasil

O grupo Iberdrola construiu no Brasil o complexo eólico terrestre de Oitis. Composto por 12 parques, o novo desenvolvimento tem uma capacidade instalada total de 566,5 MW, o que o converte no maior projeto eólico terrestre da companhia na América Latina e o segundo no mundo.

Complejo eolico Oitis
Instalaçao operacional

Complexo eólico terrestre de Oitis

Localização Estados do Pauí e Bahia (Brasil)
Capacidade total instalada 566,5 MW
Início das obras Noviembro 2020
Inicio de operação 2022

A Iberdrola reforça sua presença no setor das energias renováveis brasileiro com um novo desenvolvimento. Por meio de sua filial Neoenergia*, construiu no Brasil seu maior complexo eólico terrestre na América Latina até a data presente: Oitis. Localizado entre os estados do Piauí e Bahia, o projeto está formado por 12 parques que juntos conta com uma capacidade instalada de 566,5 MW após o início de seu completo funcionamento, em 2022.

As obras foram iniciadas em novembro de 2020 — três meses antes do plano inicial — no município de Casa Nova (Bahia) e significaram a entrada da Iberdrola em um novo estado: Piauí (no qual estão localizados 10 dos 12 parques). A construção também contribuiu para o desenvolvimento econômico e social tanto deste estado como do vizinho estado da Bahia, ambos no nordeste do Brasil, onde gerou cerca de 1.500 empregos, sendo cerca de 40% de mão de obra local.

Os 12 parques ocupam uma área de 2,1 milhões de m2 — seis vezes o tamanho do Maracanã — e contam com 103 aerogeradores com capacidade unitária de 5,5 MW, um dos mais modernos e eficientes modelos do mercado global de energia. Cada um deles tem 125 metros de altura, o equivalente a um prédio de 40 andares, e suas bases contam com uma estrutura de 79 toneladas de aço e concreto composto por 22 toneladas de cimento e 1.000 t de cascalho e areia.

Os componentes das turbinas, como pás e naceles, começaram a se​r entregues em dezembro de 2021, após um complexo desafio logísticos . As primeiras pás recebidas no local cruzaram continentes entre a cidade de Qinhuangdao, na China, e o porto de Suape, em Pernambuco. De lá, cada uma das pás de 77,4 metros de comprimento foi transportada por caminhão ao longo de uma rota de 900 quilômetros até Oitis, um processo que levou 60 dias para ser concluído e que foi repetido 19 vezes durante o período de construção.

Em janeiro de 2022, se iniciou a montagem dos primeiros aerogeradores  do maior parque eólico da Neoenergia no Brasil. Também foi realizada a construção de uma subestação de 500 kV com três transformadores (os mais potentes instalados no Brasil até o momento) e aproximadamente 70 quilômetros de linhas de transmissão para garantir a conexão do complexo eólico com a subestação Queimada Nova II, no Piauí.

Descubre_Proyecto_Oitis

Conheça o projeto eólico Oitis.

Com seus 566,5 MW de potência, Oitis sobe ao pódio mundial dos complexos eólicos onshore do Grupo Iberdrola em capacidade instalada, atrás apenas da americana Peñascal, no estado do Texas (606 MW), e justo à frente do parque eólico escocês Whitelee (539 MW), localizado ao sul de Glasgow (Reino Unido).

Graças a ela, pode abastecer cerca de quatro milhões de pessoas —população equivalente à do estado de Paraíba— e evitará a emissão de 1,2 milhão de toneladas de CO2 por 20 anos.

Além disso, 102 km de estradas de acesso foram construídos, o que beneficiará a população local.

O foco da energia gerada em Oitis será a comercialização no mercado livre de energia. Um 96% da energia gerada nos parques eólicos da Neoenergia Oitis se destina ao Ambiente de Contratação Livre (ACL), enquanto que 4% é vendida no mercado regulado de energia.

Atualmente, a Neoenergia possui 44 parques eólicos em operação nos estados da Bahia, Rio Grande do Norte, Piauí e Paraíba, com capacidade instalada de 1.389 MW, gerando excelência na produção de energia e contribuindo direta e indiretamente para o desenvolvimento socioeconômico dessas regiões. Além disso, a geração de energia eólica é nossa segunda maior fonte de energia renovável no Brasil, atrás apenas da geração hidrelétrica, com uma capacidade instalada de 3.030,6 MW.

 

 

 

 

(*) A Iberdrola, S. A. tem uma participação indireta de 50 % + 1 ação na Neonergia, S. A.

Iberdrola, líder mundial em energias renováveis

Na Iberdrola, decidimos apostar nas energias renováveis há mais de duas décadas como um pilar fundamental sobre o qual construir nosso modelo de negócios seguro, limpo e competitivo. Graças a essa visão, hoje somos líderes mundiais em energias renováveis, alcançando 42.187 MW de energias renováveis em operação até o final de 2023.

Este compromisso se reflete em nosso Plano de investimentos recorde de 47 bilhões de euros no período 2023-2025, dos quais destinaremos 17 bilhões de euros ao negócio de renováveis. Com esses investimentos, aumentaremos nossa capacidade instalada renovável de 12.100 MW para 52.000 MW em 2025 — 6.300 MW de fotovoltaica, 3.100 MW de eólica onshore, 1.800 MW de offshore, 700 MW de baterias e 200 MW de hidrelétrica