Linha elétrica marinha Eastern Green Link 1

Eastern Green Link 1: uma superestrada de condução elétrica submarina que interliga o Mar do Norte à Inglaterra

Projetos Iberdrola Eólica offshore Reino Unido Escócia

Através da nossa subsidiária ScottishPower, participamos da construção do Eastern Green Link 1, um projeto multimilionário que consiste em uma grande linha de condução elétrica submarina que interligará a Escócia ao nordeste da Inglaterra.

Eastern Link
Projeto em andamento

Eastern Green Link 1

Localização Leste da Escócia e nordeste Inglaterra
Capacidade total instalada 2 GW
Capacidade de fornecimento 2 milhões de lares
Início de construção 2025

Continuamos promovendo a expansão das redes inteligentes com iniciativas inovadoras que facilitam o transporte e a distribuição de energia. Um de nossos principais projetos é conhecido como Eastern Green Link 1, que consistirá em uma espécie de superestrada elétrica que conectará um dos mais importantes centros de geração renovável da Europa (o território escocês do Mar do Norte) à Inglaterra e abastecerá dois milhões de residências. A conexão entre os dois pontos, em específico, será de Torness, em East Lothian (Escócia), até Hawthorn Pit, no condado de Durham (Inglaterra).

O projeto será construído por um consórcio formado pela ScottishPower Energy Networks e pela National Grid Electricity TransmissionEnlace externo, se abre en ventana nueva. , e desempenhará um papel vital para atingir a meta do país de zerar suas emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050. Após receber a aprovação provisória para construir a linha de condução elétrica do Ofgem, o órgão regulador do Reino Unido, a fase de projeto está programada para começar em 2024, enquanto que os trabalhos de construções devem ser iniciados em 2025.

Eastern Green Link 1 contará com alguns dos cabos submarinos de corrente contínua em alta tensão (HVDC na sigla em inglês) mais extensos do mundo: terá um comprimento total de quase 400 km para a distância de 190 km entre a Inglaterra e a Escócia. O projeto também terá uma tensão de 525 kV e uma capacidade combinada de 2 GW. O projeto atingiu um marco importante em seu desenvolvimento em 2023 ao conceder ao Prysmian Group um contrato de 750 milhões de libras esterlinas para fornecer o primeiro desses cabos.

Além disso, a divisão Grid Solutions da GE Vernova e a MYTILINEOS Energy & Metals foram selecionadas para fornecer duas estações conversoras HVDC, uma em cada extremidade do cabo, por 1 bilhão de libras esterlinas.

Promoção da transição energética e de empregos no Reino Unido

O Reino Unido está transformando a rede elétrica na maior reforma em gerações com o objetivo de contribuir para um sistema de energia mais limpo, mais verde e mais seguro. Isso envolve investimentos multimilionários em novos projetos de transmissão de energia elétrica em todo o país.

Nesse contexto, o Eastern Green Link 1 representa um grande triunfo econômico para o Reino Unido ao ser considerado um dos maiores projetos de investimento em transmissão de energia elétrica da história recente do país, com um valor de 2,5 bilhões de libras esterlinas. Mas também simboliza um impulso para a cadeia de fornecimento do Reino Unido, já que várias empresas britânicas fornecerão grandes obras e componentes. Esse é o caso da divisão Grid Solutions da GE Vernova (sediada em Staffordshire), que será responsável pelas válvulas e sistemas de controle HVDC, assim como os transformadores HVDC.

O Eastern Green Link 1 é uma parte fundamental da nova infraestrutura de rede para acelerar a transição energética do Reino Unido. De acordo com o Ofgem, essa nova infraestrutura de transmissão é necessária para melhorar a capacidade da rede de interconexão entre a Escócia e a Inglaterra e permitir que a energia renovável produzida na Escócia alcance as regiões de maior consumo energético do país. Além disso, desempenhará um papel importante no apoio à futura segurança de fornecimento do país, reduzindo a dependência e a exposição de preços aos voláteis mercados globais de gás no atacado.

Nesse caminho para um futuro mais verde, a National Grid estima a criação de 400.000 oportunidades de emprego no país para alcançar a energia líquida zero até 2050, incluindo cerca de 150.000 empregos previstos na Escócia e no norte da Inglaterra.

A costa leste da Escócia já abriga quase 1 GW de parques eólicos offshore operacionais e mais 4,4 GW na carteira. Também estão previstos 10 GW adicionais após o resultado da próxima rodada de leilões de energia eólica offshore na Escócia, ScotWind.

Espera-se que este investimento de bilhões de libras garanta centenas de postos de trabalho verdes tanto na construção quanto na exploração do projeto.

Iberdrola, líder mundial em redes inteligentes

As redes inteligentes são essenciais para que nossa energia renovável chegue aos consumidores de forma segura e eficiente em qualquer país do mundo. Na Iberdrola, operamos um dos sistemas de distribuição mais importantes do mundo e continuamos trabalhando em sua modernização, digitalização e automação.

Por isso, em nosso Plano de investimentos recorde de 47 bilhões de euros para o período 2023-2025, damos especial atenção às redes inteligentes, além das energias renováveis. De forma mais específica, 27 bilhões de euros serão destinados às smart grids para alcançar uma base de ativos de 56 bilhões de euros em 2025.