Complexo eólico 'onshore' Cavar

Cavar, o maior parque eólico desenvolvido pela Iberdrola na Espanha nos últimos anos, entra em operação

Eólica onshore Navarra Instalações operacionais

A Iberdrola colocou em funcionamento em Navarra o complexo eólico CAVAR, a primeira grande instalação desse tipo na Espanha após a crise sanitária. Com 111 megawatts (MW) de energia instalada, é a maior usina eólica iniciada pela empresa no país desde o ano 2012. Cavar gerará energia suficiente para abastecer 46.500 residências por na, evitando a emissão de 84.000 toneladas de CO2 por ano.

Complejo Eolico Terrestre Cavar
Instalaçao operacional

Complexo eólico onshore Cavar

Ubicación
Localização Navarra (Espanha)
Capacidad instalada
Capacidade total instalada 111 MW
Puestos de trabajo
Empregos locais 200 trabalhadores
Puesta en marcha
Inicio de operação Junho 2020

A Iberdrola colocou em operação — junto com a Caja Rural de Navarra — uma nova instalação renovável: o complexo Cavar. Sua capacidade instalada de 111 megawatts (MW) faz dele a maior usina eólica construída pela empresa no país desde 2012, que já está escoando na rede seus primeiros megawatts/hora de energia limpa.

Os quatro parques eólicos onshore que formam o complexo Cavar estão localizados nos municípios de Cadreita e Valtierra e têm 32 aerogeradores de SG 3,4-132, com 3,4 MW de potência unitária, os maiores utilizados até hoje em um parque eólico onshore na Espanha. Com comprimento de pá de 64,5 m e diâmetro de rotor de 132 m, o modelo é ótimo para lugares com ventos de intensidade média e alta.

A construção do parque foi concluída em 12 meses e implicou a criação de até 200 empregos, assim como compras no valor de 80 milhões de euros de fornecedores, muitos deles de municípios e regiões próximas. Praticamente a totalidade da obra civil e os componentes dos aerogeradores — torres, pás, naceles, geradores e caixas multiplicadoras — foram fabricados em Navarra, Astúrias, Cantábria, Sória e Burgos.

Esse complexo eólico onshore vai gerar energia suficiente para abastecer 46.500 residências por ano — correspondente a 25% dos habitantes de Pamplona — e, por ser uma fonte de energia renovável, evitará a emissão de 84.000 toneladas de CO2 por ano.

Além disso, e para proteger a biodiversidade da área, diversas ações de monitoramento da avifauna estão sendo realizadas, tais como o meticuloso monitoramento de exemplares adultos de abutre-do-egito, tanto nas proximidades do complexo quanto em sua migração.

O complexo Cavar também se destaca como o primeiro projeto eólico que a Iberdrola desenvolve na Europa, com o objetivo de vender parte da energia gerada para empresas por meio de contratos bilaterais de longo prazo (PPA, na sigla em inglês).

A empresa já assinou um PPA com a Nike para fornecer 40 MW de energia limpa às instalações que a marca esportiva tem na Europa. Trata-se do terceiro acordo desse tipo que o grupo Iberdrola firmou com a Nike Link externo, abra em uma nova aba., após os dois que já têm nos Estados Unidos. Graças a ele, a Nike receberá —nos dois lados do Atlântico— um total de 209 MW de energia renovável da Iberdrola.

Além disso, o Banco Europeu de Investimento (BEI) apoiou esse projeto por meio de um empréstimo verde — um tipo de financiamento cujas características cumprem integralmente os requisitos definidos em seu programa de Bônus Climaticamente Responsáveis (Climate Awareness Bonds Link externo, abra em uma nova aba.) —, que facilitou um financiamento de 50 milhões de euros à Renovables de la Ribera, uma joint venture com uma participação de 50 % da Iberdrola e 50 % da Caja Rural de Navarra, com o objetivo de construir o complexo de Cavar.

Iberdrola, líder mundial em energias renováveis

Na Iberdrola, estamos comprometidos com as energias renováveis há mais de duas décadas como um pilar fundamental sobre o qual construir nosso modelo de negócios seguro, limpo e competitivo. Graças a essa visão, hoje somos líderes mundiais em energias renováveis, alcançando 42.387 MW de energia limpa em operação após o primeiro trimestre de 2024.

Esse compromisso está refletido em nosso Plano Estratégico, no qual destinaremos 15,5 bilhões de euros brutos para energias renováveis. Desse total, mais da metade terá como foco a energia eólica offshore nos EUA, no Reino Unido, na França e na Alemanha, sendo que 28% será designado à energia eólica onshore e 18%, à energia solar.