USINAS FOTOVOLTAICAS DE SANTIAGO E HERMOSILLO

Santiago, a maior usina fotovoltaica do mundo construída pela Iberdrola

A empresa, por meio de sua filial Iberdrola México Renovables, construiu no país duas novas usinas fotovoltaicas: Santiago (San Luis Potosí) e Hermosillo (Sonora).

Localização
Municipio Villa de Arriaga,
San Luis Potosí (México)

Extensão total do parque
750 hectares

Capacidade total instalada
170 MW

Produção energética
460 GWh por ano

Investimento
Mais de 250 milhões de dólares

Entrada em operação
2018

Usina fotovoltaica
de Santiago

SANTIAGO E HERMOSILLO: UM GRANDE SALTO PARA A ENERGIA FOTOVOLTAICA MEXICANA

A usina fotovoltaica de Santiago, localizada no estado de San Luis Potosí (México), é a maior instalação deste tipo realizada pela empresa em todo o mundo. A instalação aproveita a alta incidência de radiação solar do planalto de Potosí para transformá-la em energia elétrica por meio dos mais de 660.000 módulos fotovoltaicos, evitando, assim, a emissão de 340.000 toneladas de CO2 por ano na atmosfera.

A construção do parque exigiu um investimento de cerca de 250 milhões de dólares e da participação de cerca de 750 pessoas, em sua maioria população local.

Após sua entrada em operação em 2018, a usina conta com uma capacidade instalada de 170 MW, gera uma produção energética de 460 GWh por ano — capaz de abastecer 138.000 residências — e ocupa uma extensão de 750 hectares.

Por sua vez, o parque fotovoltaico Hermosillo, localizado no norte do estado de Sonora, conta com uma capacidade total instalada de 100 MW, gerada por meio de 392.940 módulos fotovoltaicos distribuídos por uma extensão de 300 hectares. Assim como a usina fotovoltaica de Santiago, entrou em operação em 2018.

Ambas as usinas fotovoltaicas são a prova do compromisso da Iberdrola com as energias renováveis no México e contribuem para o cumprimento das metas de energia limpas nacionais definidas na Lei de Transição Energética, que estabelece o objetivo de atingir 35% de geração limpa em 2025.

MÉXICO, O CENÁRIO IDEAL PARA A ENERGIA FOTOVOLTAICA

O país asteca reúne condições privilegiadas para o desenvolvimento da energia fotovoltaica:

  • Em termos geográficos: está situado em uma região com altitudes elevadas, o que permite que os painéis solares operem com temperaturas mais baixas. Além disso, também está localizado dentro do 'cinturão solar', região com os níveis mais altos do mundo de radiação solar.
  • Em termos de negócio: não há uma grande concentração de empresas especializadas no setor fotovoltaico, mas há, sim, uma indústria solar térmica madura, com alto grau de aceitação.

Todos esses fatores foram determinantes para que a Iberdrola escolhesse o México para desenvolver seus primeiros dois projetos fotovoltaicos em grande escala e planejar, para 2021, quatro novas instalações com a mesma tecnologia em Oaxaca, Tamaulipas, Puebla e Nuevo León.

 Iberdrola México Renovables (*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.