USINA DE CICLO COMBINADO BAIXA CALIFÓRNIA III

A inauguração da Baixa Califórnia III ratifica nossa liderança como principal produtora privada de energia no México

Esta usina de ciclo combinado, localizada no estado da Baixa Califórnia, conta com capacidade instalada de 324 MW e opera na categoria de Produtora Independente de Energia.

Localizacão
Ensenada (Baixa Califórnia,
México)

Capacidade total instalada
324 MW

Capacidade de fornecimento
700.000 pessoas

Investimento
270 milhões de dólares

Entrada em operação
Fevereiro de 2017

Usina
Baixa Califórnia III

A Comissão Federal de Eletricidade inaugurou esta usina construída pela Iberdrola México e criada para atender a demanda energética de cerca de 40% dos habitantes da Baixa Califórnia.

Durante a inauguração, Jaime Hernández, diretor-geral da CFE, destacou que a instalação utilizará gás natural em vez de óleo combustível — cerca de 35% menos poluente — para gerar energia elétrica, evitando a emissão de mais de 394.000 toneladas de dióxido de carbono. O presidente do Conselho de Administração da Iberdrola México, Sergio Alcocer, também reafirmou o compromisso a longo prazo do grupo com o México.

A inauguração também contou com a presença de Enrique Alba, diretor-geral da Iberdrola México, e César Cuevas, diretor de controle urbano do município de Ensenada, assim como Sergio Aguirre, representante da seção 8 do SUTERM.

A implantação da usina de ciclo combinado da Baixa Califórnia III, que fica a 21,5 km a nordeste da cidade de Ensenada, representou um investimento de cerca de 270 milhões de dólares. As obras de construção começaram em abril de 2014, e sua entrada em operação comercial ocorreu em fevereiro de 2017.

Graças à sua capacidade instalada de 324 MW, a usina Baixa Califórnia III já fornece energia com baixas emissões de CO2 a 700.000 pessoas. Dessa forma, o empreendimento põe fim ao déficit de energia elétrica do estado da Baixa Califórnia que, até a entrada em funcionamento da usina, optava por importar a eletricidade dos Estados Unidos.

Em virtude dos termos do contrato, no qual a Iberdrola concorreu no âmbito de uma licitação internacional, a empresa garantiu a venda à Comissão Federal de Eletricidade (CFE) de toda a energia que a usina da Baixa Califórnia produzir durante os próximos 25 anos. Esta usina de ciclo combinado opera na categoria de Produtora Independente de Energia e conta com um módulo de geração composto por uma turbina à gás, outra à vapor e um recuperador de calor com três níveis de pressão.

Após a entrada em operação da usina elétrica de ciclo combinado da Baixa Califórnia III, a Iberdrola se consolida como a principal produtora privada de eletricidade do México e a segunda deste país norte-americano, depois da estatal CFE.

Outros projetos em construção

A Iberdrola México tem agora outros quatro ciclos combinados em construção, especificamente:

  • Escobedo (Nuevo León, 878 MW): sua construção foi finalizada em 2018.
  • El Carmen (Nuevo León, 866 MW): com a expectativa de entrada em operação comercial em 2019.
  • Topolobampo II (Sinaloa, 911 MW): iniciará sua operação comercial em 2019.
  • Topolobampo III (Sinaloa, 779 MW): entrará em operação em 2020.