EASTERN LINK

Eastern Link: uma superestrada de condução elétrica submarina que converterá o Mar do Norte na usina elétrica oculta da Europa

Iberdrola, através de sua filial ScottishPower, participará da construção do Eastern Link, um projeto multimilionário que consiste em uma grande linha de condução elétrica submarina que interligará a Escócia ao nordeste da Inglaterra.

Localização
Peterhead e Torness (Escócia)

Capacidade total instalada
4 GW

Extensão do cabo
440 km

Capacidade de fornecimento
4 milhões de residências

Início das obras de construção
2024

Projeto
Eastern Link

O projeto Eastern Link terá alguns dos cabos submarinos de corrente contínua em alta tensão (HVDC na sigla em inglês) mais extensos do mundo, com uma capacidade combinada que chega a 4 GW, e desempenhará um papel vital para atingir emissões líquidas nulas de gases de efeito estufa.

Os cabos aumentarão consideravelmente a capacidade de fornecimento de energia renovável, verde e limpa do Reino Unido, assim como abastecerão quatro milhões de residências em um raio de 440 km a partir da usina de energia renovável offshore do leste da Escócia até dois pontos no nordeste da Inglaterra, Selvy e Hawthorn.

O projeto será construído pela SSE, ScottishPower e National Grin — três das principais companhias energéticas do Reino Unido —, partindo de dois pontos da Escócia: Peterhead e Torness. A previsão é que as obras de construção comecem em 2024, embora já tenham sido iniciados os trabalhos de reconhecimento ao longo da rota.

Os parques eólicos offshore da costa oriental da Escócia — com uma capacidade de 1 GW — já estão em funcionamento e há mais de 4,4 GW em andamento. Também estão previstos 10 GW adicionais após o resultado da próxima rodada de leilões de energia eólica offshore na Escócia, Scotwind.

Espera-se que este investimento de bilhões de libras garanta centenas de postos de trabalho tanto na construção quanto na exploração do projeto.