'START-UP CHALLENGE': AUTOMATIZAÇÃO DA CONSTRUÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE TRANSPORTE

Estamos em busca de soluções inovadoras para otimizar as instalações elétricas de transmissão

A Iberdrola — através de seu Programa internacional de start-ups - PERSEO — está lançando um novo Start-up Challenge para encontrar novas soluções inovadoras que permitam otimizar a construção de instalações de transmissão elétrica, melhorando a eficiência e produtividade nos diferentes processos. Inscreva-se antes do dia 2 de novembro.

A Iberdrola tem mais de 1,1 milhão de km de linhas de transmissão e distribuição de energia elétrica distribuídas entre Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e Espanha. Como parte dessa rede, há mais de 4.400 subestações de alta e média tensão, além de mais de 1,5 milhão de transformadores de distribuição de média e baixa tensão, todos construídos e operados para fornecer um serviço confiável e de alta qualidade a um total de 31 milhões de pontos de fornecimento de energia.

Além disso, a Iberdrola é pioneira na digitalização das suas redes, através de implementações de Smart Grids, integração de soluções de armazenamento e implementação de postos de carregamento de veículos elétricos.

Todo esse trabalho é realizado em paralelo a um grande esforço para minimizar o impacto ambiental dessas instalações.

O PROBLEMA

Faz-se necessário uma ampliação do número de redes de transmissão, com o intuito de facilitar a transição de energias provenientes de combustíveis fósseis para energias provindas de fontes renováveis, além de transportar essa energia verde para os centros de carga e clientes. Para minimizar o impacto dessas novas instalações tanto no meio ambiente quanto nos custos para os consumidores, é essencial que busquemos maneiras inovadoras e eficientes de melhorar nossas técnicas de construção de subestações e linhas de transmissão.

A redução dos cronogramas de planejamento e construção é um ganho bastante significativo, tanto para os geradores quanto para os clientes. Propostas que tendem a compactar esses programas tornam-se mais atraentes, tendo em vista que contribuem para a otimização e eficácia do processo.

Essas novas instalações são construídas dentro de uma estrutura de concorrência regulatória, onde diferentes operadoras competem para construir e operar as instalações da maneira mais eficiente possível. Por isso, a construção dessas instalações desempenha um papel muito importante na determinação de quais operadoras são as mais competitivas, resultando em propostas que contemplam cronogramas otimizados de construção, CAPEX eficiente e garantindo sempre o correto funcionamento dos ativos, além da manutenção preventiva e corretiva, quando a instalação estiver em funcionamento.

O QUE BUSCAMOS?

Para tal, estamos em busca de propostas que sejam capazes de:

 Prolongar o horário de trabalho na construção — através da automatização e robotização, por exemplo — até 24 horas.

 Basear-se na automação dos processos de construção para melhorar a eficiência e oferecer um ambiente de trabalho seguro para as equipes.

 Minimizar o impacto de pandemias ou outros eventos para evitar restringir o acesso e a atividade do pessoal nos canteiros de obras.

Ver mais informação

Especificamente, as propostas recebidas devem ter como foco principal a redução de tempo e CAPEX de pelo menos algumas das seguintes atividades de construção de instalações de transmissão elétrica, com especial atenção para a relacionadas às obras civis:

Subestações  

 Obras civis:

  • Construção de plataforma de subestação
  • Fundações (no local/pré-fab)
  • Valas de cabos

 Trabalhos acima do solo (BOP):

  • Instalação de cabos
  • Montagem de estruturas

Linhas (suspensas/subterrâneas)  

 Obras civis:

  • Construção de estradas de acesso/plataforma
  • Fundações de torres/postes
  • Valas/conduítes para cabos

 Trabalhos acima do solo:

  • Construção de torres/postes
  • Amarração:
    • fio piloto, condutores, fio terra, OPGW, condutores multifásicos
    • espaçadores, amortecedores e defletores (elimina qualquer cesta de trabalho)
  • Instalação de cabos: condutores multifásicos

Ocultar informação

Automação da construção de redes

 

As propostas serão analisadas com base em critérios de:

 Escalabilidade

 Replicabilidade

 Facilidade de implementação

 Redução de custos e prazos de construção

A análise das propostas será realizada por especialistas do grupo de desenvolvimento e construção de transmissões.

O PRÊMIO

O projeto será desenvolvido em colaboração com os especialistas técnicos da área de redes da Iberdrola.

O prêmio consistirá na assinatura de um contrato de colaboração e teste com o Programa internacional de start-ups - PERSEO e/ou qualquer outra empresa relevante do grupo Iberdrola, que arcará com os custos e fornecerá ao vencedor o suporte técnico necessário, acesso a infraestruturas e dados reais para testar a solução.

Se o teste for bem-sucedido, a Iberdrola poderia oferecer ao participante uma oportunidade de ampliar a solução adotando-a através de acordos comerciais. Além disso, o Perseo poderia considerar investir no participante.

Caso tenha quaisquer dúvidas, escreva para IberdrolaChallenge@iberdrola.es.

Cronograma.


 Regulamento [PDF]