'START-UP CHALLENGE': PERDAS NÃO TÉCNICAS DO SISTEMA ELÉTRICO

Soluções para evitar as perdas não técnicas nas redes de distribuição

Através do Programa internacional de start-ups - PERSEO, a Iberdrola lançou este desafio para identificar soluções competitivas e inovadoras que permitam reduzir as perdas não técnicas da rede de distribuição.

A Iberdrola conta com mais de 1,1 milhão de quilômetros de linhas elétricas de transmissão e distribuição nos Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e Espanha. Essa rede é composta por mais de 4.400 subestações de alta a média tensão e mais de 1,5 milhão de transformadores de distribuição de média a baixa tensão construídos e operados para fornecer um serviço de alta qualidade e confiabilidade para um total de 31 milhões de pontos de fornecimento elétrico.

O sistema elétrico, do qual as redes da Iberdrola fazem parte, sofre perdas de energia que devem ser identificadas, categorizadas e contabilizadas corretamente para evitar custos adicionais para os clientes finais e a sociedade em geral. Normalmente, estas perdas se dividem em dois tipos: perdas técnicas, ocasionadas nas instalações da rede pelo próprio funcionamento do sistema, e perdas não técnicas, devidas fundamentalmente a fraudes, tais como gatos ou manipulação de medidores.

Para poder identificar as perdas não técnicas nas regiões onde está presente, a Iberdrola implementa diferentes mecanismos baseados na experiência e no conhecimento acumulado do grupo. No entanto, existem áreas da rede, particularmente no Brasil, onde o desafio de identificar e reduzir as perdas é especialmente complexo. A companhia, graças à instalação de medidores inteligentes, sensores de rede e outros elementos de medida, conseguiu reduzir as perdas de maneira significativa, mas está buscando mecanismos adicionais que lhe permitam melhorar ainda mais nesse aspecto.

DESCRIÇÃO DO DESAFIO

Nesse contexto, a Iberdrola, através de seu Programa internacional de start-ups (PERSEO) e do Global Smart Grids Innovation Hub, lançou este novo desafio em outubro de 2021 em busca de soluções inovadoras para identificar e reduzir as perdas não técnicas, especialmente no Brasil. Com ele procurávamos propostas de novos dispositivos e ferramentas que permitam identificar as áreas com perdas não técnicas elevadas, ajudando a companhia a reduzir a energia perdida pelo sistema e aumentando a taxa de sucesso nas inspeções.

As propostas serão analisadas por especialistas do Negócio de Redes da Iberdrola em função de critérios de escalabilidade, robustez e facilidade de aplicação e uso.

GLOBAL SMART GRIDS INNOVATION HUB

O desafio se circunscreveu ao âmbito do novo centro de inovação em redes inteligentes da Iberdrola, o Global Smart Grids Innovation Hub, que pretende ser uma referência mundial em redes inteligentes, através da colaboração aberta e do coworking entre técnicos da i-DE, fornecedores, start-ups e diferentes organizações de todo o mundo.

O hub atuará como uma plataforma indutora da inovação, combinando a capacidade tecnológica da companhia com a dos colaboradores: fornecedores, universidades, centros tecnológicos e start-ups. Além disso, servirá para atrair fornecedores estratégicos e o talento internacional, reforçando assim o ecossistema empresarial.

A companhia já identificou mais de 120 projetos para seu desenvolvimento futuro cujo valor é de 110 milhões de euros e chegou a acordos com 30 parceiros tecnológicos para o desenvolvimento de soluções de digitalização da rede, integração das energias renováveis, implantação do veículo elétrico e sistemas de armazenamento de energia. As linhas de trabalho, de âmbito internacional, permitirão desenvolver e implementar soluções inovadoras para a atividade de Redes da Iberdrola no mundo.
 

O PRÊMIO

O prêmio consistirá na assinatura de um acordo de colaboração e teste com o programa PERSEO ou qualquer outra empresa do grupo, que assumirão as despesas de ditas atividades, proporcionando ao vencedor o suporte técnico necessário. Também facilitarão um ambiente e dados reais para testar a solução, com acesso a equipamentos, equipes, infraestruturas, locais de alta tecnologia e áreas de trabalho conjunto. O projeto selecionado será desenvolvido em colaboração com especialistas técnicos da área de Redes da Iberdrola.

Além disso, será incluído diretamente no processo de adesão ao Global Smart Grids Innovation Hub, como um colaborador a mais que poderá se beneficiar dos serviços, atividades e recursos que no GSGI Hub estejam à disposição.

Se o ensaio ou teste de conceito for satisfatório, a Iberdrola poderá oferecer ao participante a oportunidade de aumentar a escala da solução, adotando-a por meio de acordos comerciais.

Além disso, o programa PERSEO poderia considerar investir na empresa participante e/ou na solução ganhadora do desafio.
 

CRONOGRAMA

13/10/2021
Lançamento
público
do desafio
24/11/2021
Prazo
para receber
propostas
Dezembro 2021
Anúncio do
vencedor