ÚLTIMAS TENDÊNCIAS EM RESTAURO DE OBRAS DE ARTE

Tecnologia para o resgate da arte

O restauro artístico é um processo muito delicado. Mas atualmente, graças à utilização de novas ferramentas, é possível restaurar esculturas, pinturas, livros ou edifícios com a máxima precisão e com resultados surpreendentes.

Utilização de um scanner 3D —Go!SCAN 3D da Creaform— para o restauro de uma escultura.

Utilização de um scanner 3D —Go!SCAN 3D de Creaform— para o restauro de uma escultura.

Nem um cavaleiro Jedi seria tão preciso... As tecnologias de ponta aplicadas ao restauro das obras de arte conseguem resultados espetaculares e respeitosos com o patrimônio histórico, artístico e cultural. Vejamos algumas delas mais detalhadamente:

 Ablação a laser

As últimas pistolas de raios laser utilizadas no restauro de peças artísticas são calibradas com tal exatidão que permitem volatilizar a camada de sujeira sem danificar a peça. A técnica não contamina, não produz resíduos e sua velocidade reduz os custos, de tal forma que torna viável projetos de restauro até agora impossíveis.

 Emissores de ultrassons

Os especialistas não hesitaram em estudar e analisar os efeitos que as tecnologias de ponta teriam em áreas como a medicina, a topografia ou o desenho industrial na área do restauro. Esse é o caso dos emissores de ultrassons, que são utilizados para eliminar cálculo renal, assim como já demonstraram sua eficiência na limpeza das obras sensíveis à água.

Antes e depois do restauro de 'Bien tirada está', desenho de Francisco de Goya.Antes e depois do restauro de 'Bien tirada está', desenho de Francisco de Goya.

 Biolimpeza

Outro exemplo é o das últimas técnicas da microbiologia: as bactérias podem ser treinadas para se alimentarem de substâncias concretas como as crostas salinas, as colas ou os nitratos. Esta biolimpeza põe fim ao uso de solventes e ácidos, todos eles altamente agressivos.

 Limpeza criogênica

Também é surpreendente a projeção de gelo seco a 80 graus abaixo de zero e a velocidades de até 1.000 quilômetros por hora. Esse tipo de limpeza criogênica se aplica sobre pedra, marfim, metais e até mesmo em livros antigos porque não deixa umidade.

O futuro já chegou

Que novas tecnologias surgirão para resgatar o patrimônio histórico-artístico? O congresso TechnoHeritage 2017 antecipou o futuro imediato: nanomateriais, agentes biocidas, revestimentos super-hidrofóbicos ou scanners a laser restaurarão o patrimônio da humanidade para mostrá-lo tal como seus criadores o imaginaram.

 A Iberdrola e seus principais projetos de restauro