PROJETO DARWIN

Projeto Darwin: a evolução dos Serviços Jurídicos da Iberdrola para contribuir aos desafios do grupo

#empresa #P+D+I

As equipes legais internas do grupo Iberdrola expressaram sua vontade de fazer parte do processo de transformação digital que está sendo realizado pela companhia, do mesmo jeito que já foi feito o processo de internacionalização, com um alto nível de exigência na sua atuação. E para tal, desenvolveram o Projeto Darwin, que lhes irá permitir pesquisar novas soluções tecnológicas, reavaliar seus processos e, em resumo, evoluir visando proporcionar um apoio mais eficiente e de mais qualidade a todos os negócios do grupo.

O grupo Iberdrola posicionou-se como um líder energético mundial en em termos de energias limpas, desenvolvimento sustentável e inovação, com uma diversificação geográfica cada vez maior e com todos seus negócios em contínuo crescimento. Os Serviços Jurídicos, que paulatinamente foram se adaptando de forma eficiente à evolução da companhia, devem enfrentar agora os desafios oriundos da digitalização e da crescente competitividade do mercado para manter o alto nível de excelência já conseguido.

Por essa razão, em maio de 2019, os Serviços Jurídicos da Iberdrola lançaram o Projeto Darwin, com a finalidade de manter seu departamento alinhado com os objetivos do grupo — crescimento dos resultados, excelência operacional, o cliente no centro da estratégia e otimização do capital — e convertê-lo numa referência em inovação, eficiência e digitalização.

QUAIS SÃO OS OBJETIVOS DO PROJETO DARWIN?

Com o Projeto Darwin, os Serviços Jurídicos da Iberdrola tencionam atingir os seguintes objetivos:

  • Otimização e racionalização dos recursos
  • Transformação digital dos Serviços Jurídicos
  • Agregar valor à companhia
  • Pesquisa de novas eficiências operacionais e econômicas

Os Serviços Jurídicos têm como desafio cumprir estes objetivos, mantendo a excelência, avançando no tocante à confiança e integração com os negócios do grupo, pensando globalmente e agindo localmente, e aproveitando as sinergias e as melhores práticas da companhia.

ÂMBITO DE ATUAÇÃO DO PROJETO DARWIN

Para ter uma noção atual da diretoria de Serviços Jurídicos e poder delinear um plano de ação, a Iberdrola analisou cinco elementos básicos da gestão destes serviços em cada negócio e área corporativa dos países onde está presente:

 Orçamento

O orçamento foi analisado pormenorizadamente em cada área de atuação para conseguir ainda mais eficiências que permitam economias nas diferentes rubricas mediante o aproveitamento de sinergias e a optimização dos recursos.

 Assessores externos

Revisou-se o número de assessores externos e os assuntos encarregados de voltar a avaliar os processos competitivos de seleção.

 Quadro de Pessoal

Avaliou-se como deveria estar organizado o quadro de pessoal dos advogados e do pessoal administrativo para otimizar os recursos e garantir a eficiência. Para tal, vai-se procurar uma atribuição estratégica dos trabalhos e a introdução de outros perfis profissionais nas áreas não jurídicas.

 Processos

Analisaram-se os processos existentes com o fim de redefini-los, utilizando a digitalização para reduzir as despesas e os tempos de execução.

 Ferramentas

Após o estudo das ferramentas de gestão atuais, avaliou-se a possibilidade de implantar outras novas que permitissem otimizar o funcionamento dos Serviços Jurídicos.

O PLANO DE AÇÃO, EM PORMENORES

Eficiências

  • Gestão orçamentária a nível global e implantação de ferramentas avançadas de gestão e previsão.
  • Gestão global da contratação de assessores externos.
  • Atribuição estratégica do trabalho para garantir a eficiência operacional e reduzir as despesas, fazendo uso da robotização e/ou terceirização dos trabalhos recorrentes.

Transformação digital

  • Aproveitar a Inteligência Artificial para facilitar a gestão de contratos e documentação, bem como para solucionar consultas e prever a resolução de litígios.
  • Automatização do processo de faturamento e feitura de relatórios.
  • Uso de ferramentas de gerenciamento societário baseadas na robótica.
  • Blockchain para gerir procurações e atestados eletrônicos.

Globalização e colaboração

  • Automatização de trabalhos recorrentes, centralização e digitalização da gestão de empresas.
  • Unificação progressiva dos trabalhos administrativos e robotização de tarefas.
  • Criação de um pool de trabalhos administrativos para ganhar eficiência e ampliar a produtividade.
  • Aumento da colaboração e comunicação (open space).

Litígios

  • Reforço da estratégia processual, criando uma área especializada em litígios, gerenciando os que forem estratégicos de forma direta e coordenando os litígios do grupo.
  • Otimização da gestão dos litígios em massa.

Atualização e melhores práticas

  • Meeting point para atualizar os conhecimentos do time jurídico, criar sinergias e continuar melhorando a comunicação e o trabalho em equipe.
  • Implantação de metodologias ágeis para aumentar a produtividade e o trabalho colaborativo.