'START-UP CHALLENGE': ENERGIA AGROVOLTAICA

Uma solução para combinar de forma sustentável usinas fotovoltaicas com usos agrícolas e pecuários

A Iberdrola — através do seu Programa Internacional de Start-ups - PERSEO — busca soluções de baixo custo e respeitosas com o meio ambiente para combinar de forma sustentável a implantação dos parques fotovoltaicos e atividades do setor primário em zonas rurais.

Em consonância com seu compromisso de luta contra as mudanças climáticas, o grupo Iberdrola aposta nas energias renováveis para avançar rumo à transição energética e à necessária descarbonização e eletrificação da economia. O grupo planeja investir 150 bilhões de euros até 2030, o que permitirá aumentar sua capacidade instalada de geração de energia renovável para 95 GW até o final desta década.

A geração solar fotovoltaica é um dos principais pilares de crescimento da Iberdrola. Por isso, em 2020 foram instalados 874 MW de nova capacidade solar, o que permitiu atingir praticamente 35 GW de capacidade instalada de energia renovável em todo o mundo. A Iberdrola tem a maior usina fotovoltaica em funcionamento da EuropaNúñez de Balboa (Badajoz) com 500 MWp — e projeta outra ainda maior: Francisco Pizarro, que estará localizada em Cáceres e terá uma potência de 590 MWp.

DESCRIÇÃO DO RETO

Em alguns casos, as áreas onde as usinas fotovoltaicas são construídas coincidem com regiões despovoadas e com uma economia rural baseada majoritariamente na agricultura e pecuária.

Em vista disso, a Iberdrola — através do seu Programa Internacional de Start-ups - PERSEO — lança este novo desafio para identificar soluções competitivas e inovadoras que permitam combinar usinas de geração solar fotovoltaica com atividades relacionadas à agricultura, horticultura, pecuária, piscicultura ou apicultura para melhorar o aproveitamento do terreno. É o que se conhece como energia agrovoltaica.

Através dele, a equipe de especialistas da área de Renováveis da Iberdrola pretende encontrar soluções inovadoras que permitam complementar e criar sinergias entre terrenos destinados a atividades do setor primário e instalações solares fotovoltaicas, a fim de possibilitar a promoção da economia local, especialmente naquelas regiões que enfrentam o desafio demográfico provocado por um despovoamento progressivo, ao mesmo tempo que continua lutando contra as mudanças climáticas e favorecendo a transição energética.

Assim, as propostas deverão explorar a combinação da geração solar fotovoltaica com algum dos seguintes usos complementares do terreno:

Agricultura/Horticultura  

O objetivo é encontrar propostas tecnológicas para combinar diferentes cultivos com a produção de energia fotovoltaica.

Pecuária  

O objetivo é encontrar propostas tecnológicas para combinar diferentes tipos de práticas pecuárias com a produção de energia fotovoltaica.

Piscicultura  

O objetivo é encontrar propostas tecnológicas para integrar a produção de energia fotovoltaica à piscicultura.

Apicultura ou outras formas de polinização  

COMO DEVEM SER AS PROPOSTAS

As propostas serão analisadas por especialistas do Negócio de Renováveis da Iberdrola. Entre outras, poderiam ser consideradas as seguintes:

 Soluções que contribuam para melhorar ou otimizar a produtividade dos terrenos ocupados, minimizando a potencial penalização da produção elétrica.

 Soluções que contribuam para uma melhor gestão da água, otimização da temperatura, fornecimento de calor e frio para as instalações ou processos, etc.

 Soluções com custos de investimento competitivos em relação aos das soluções fotovoltaicas convencionais.

 Soluções focadas em minimizar os custos de operação e manutenção das usinas fotovoltaicas, assim como os custos operacionais relativos ao uso complementar do terreno.

 Soluções controladas de forma remota e que permitam um gerenciamento totalmente autônomo.
 

 

Para a sua avaliação serão considerados os seguintes aspectos:

 Os custos de investimento e de operação

 A maturidade e adequação das propostas ao projeto dos parques fotovoltaicos

 A simplicidade de implementação para os novos parques e para os já existentes

 A diversidade de cultivos que podem ser plantados

 Maximização da produção elétrica

 Minimizar a perda da área cultivável

 O potencial impacto positivo na produtividade agrícola ou pecuária

 Sustentabilidade do conceito agrícola, melhorias na biodiversidade e sequestro/captura de dióxido de carbono

 Minimização do impacto ambiental

 Sistema de gestão da água que permita economizá-la

 Grau de digitalização da proposta para otimizar a eficiência da mesma

O PRÊMIO

O prêmio consistirá na assinatura de um acordo de colaboração e teste com o Programa Internacional de Start-ups - PERSEO ou outra empresa relevante do grupo, que assumirão os custos e fornecerão ao vencedor o apoio técnico necessário, dando acesso a equipamentos, equipes, infraestruturas, locais de alta tecnologia e áreas de trabalho.

Se o ensaio ou teste do conceito for satisfatório, a Iberdrola poderá oferecer ao vencedor a oportunidade de incrementar a solução por meio de acordos comerciais.

Além disso, o PERSEO poderia considerar investir no participante.

Se tiver alguma dúvida, entre em contato com IberdrolaChallenge@iberdrola.es.
 

CRONOGRAMA

11/05/2021
Lançamento
público
do desafio
25/06/2021
Prazo para
receber
propostas
Setembro 2021
Anúncio do
vencedor