ENTREVISTA COM AS EMPRESAS SICDRONE, NIGHT VISION TECHNOLOGY SOLUTIONS E OPEN ROBOTICS

Conheça os vencedores do Offshore Wind Challenge, uma aceleradora de 'start-ups' para proteger os mamíferos marinhos

#P+D+I #empreendimento

Já conhecemos as empresas vencedoras do Start-up Challenge lançado pela Vineyard Wind, a companhia da qual o grupo Iberdrola tem uma participação de 50 % através de sua filial AVANGRID. A SICdrone, a Night Vision Technology Solutions e a Open Ocean Robotics desenvolverão um projeto-piloto, guiadas pela Vineyard Wind e pela Greentown Labs, com o objetivo de buscar tecnologias que minimizem o impacto da instalação de parques eólicos offshore nos mamíferos da área. A seguir, entrevistamos estas start-ups para saber um pouco mais sobre sua criação, seus propósitos e seus projetos.

O grupo Iberdrola integra a conservação e promoção da biodiversidade dos ecossistemas no âmbito de sua estratégia empresarial como via inegável para avançar rumo ao desenvolvimento sustentável. A companhia estabeleceu o ambicioso objetivo de alcançar a perda líquida nula de biodiversidade até 2030, apostando, sempre que for possível, em um impacto líquido positivo dos novos desenvolvimentos de infraestruturas. Por essa razão, todos seus projetos possuem um exaustivo plano ambiental para minimizar os efeitos na flora e fauna.

Neste caminho, o progresso tecnológico e o uso de ferramentas avançadas se tornam aliados imprescindíveis. Mais precisamente, a empresa Vineyard Wind (da qual o grupo Iberdrola tem uma participação de 50 % através de sua filial norte-americana AVANGRID)—, decidiu colaborar com a Greentown Labs e o Massachusetts Clean Energy Center para encontrar start-ups que desenvolvam técnicas inovadoras de monitoramento dos mamíferos marinhos: acompanhamento, recompilação de dados, transmissão dos mesmos em tempo real e análise.

O principal objetivo é preservar a vida daqueles animais que estejam no ambiente do parque eólico offshore Vineyard Wind, um projeto de 800 MW desenvolvido pela Iberdrola em frente das costas do estado de Massachusetts. E, para isso, serão abordadas duas linhas de trabalho:

 A redução do impacto ambiental por meio da melhoria da proteção e segurança da fauna autóctone.

 A melhoria da eficiência da linha de trabalho com o uso de novas tecnologias que possibilitem a redução do tempo para cumprir a legislação ambiental.

Indubitavelmente, o projeto é ambicioso e requer a participação das melhores ideias e tecnologias, assim como das soluções mais inovadoras que permitam o desenvolvimento sustentável da energia eólica offshore. Por isso, a Vineyard Wind lançou o concurso para start-ups Offshore Wind Challenge, do qual já anunciou os vencedores: SICdrone, Night Vision Technology Solutions e Open Ocean Robotics.

Cada uma dessas empresas fará um projeto-piloto focado na coleta e análise de dados ambientais em alto mar. A finalidade é melhorar a detecção em tempo real de mamíferos marinhos em um dos ambientes mais remotos e exigentes do mundo: o oceano. Conversamos com os responsáveis de cada empresa para conhecer um pouco melhor quem eles são, saber como chegaram até aqui e quais são seus projetos de futuro.

SICDRONE, PAIXÃO PELAS ENERGIAS RENOVÁVEIS

O noroeste dos Estados Unidos é conhecido pelas suas duras condições climáticas, e a SICdrone, uma empresa com sede em Massachusetts (EUA), constrói sistemas de drones capazes de operar em alto mar e de voar em condições climatológicas especialmente adversas, o que elimina os atrasos por mau tempo nas inspeções e monitoramentos cruciais da vida marina.

SICdrone e seus sistemas de drones, tecnologia de última geração.#RRSSSICdrone e seus sistemas de drones, tecnologia de última geração.

Dan Bosch, diretor-geral da SICdrone, explica que sua tecnologia é "perfeita para este tipo de climas", pois suas aeronaves podem voar sobre gelo em condições perigosas, o que evita pôr em risco vidas humanas. Isto também lhes permite se aproximar das baleias sem incomodá-las e coletar dados mais precisos, pois estes mamíferos estão em seu habitat natural.

Dan Bosch, diretor-geral da SICdrone

Nossa paixão é a nossa empresa e nossa conexão com outras empresas para ser mais eficientes e eficazes

O drone pode voar com velocidades de até 100 mph com ventos fortes, o que o torna viável para a indústria eólica offshore. De fato, Bosch é um firme defensor das energias renováveis como meio para cuidar do planeta: "Acreditamos nas energias renováveis", afirma. Além disso, em seu projeto, é fundamental a colaboração com outras empresas, uma faceta que vai ser impulsionada pelo challenge da Iberdrola.

OPEN OCEAN ROBOTICS (OOR), SUSTENTABILIDADE NAVEGANDO

Julie Angus, diretora-geral da Open Ocean Robotics (OOR), empresa com sede social na Colúmbia Britânica (EUA), foi cofundadora dessa empresa com o objetivo de construir embarcações autônomas (sem tripulação) para o aproveitamento de energia, equipadas com sensores, câmeras e dispositivos de comunicação para a coleta de dados e sua transmissão instantânea. Essas embarcações são extremamente silenciosas, altamente controláveis e capazes de funcionar inclusive em condições de temporais.

Open Ocean Robotics e suas embarcações autônomas, fundamentais no aproveitamento de energia.#RRSSOpen Ocean Robotics e suas embarcações autônomas, fundamentais no aproveitamento de energia.

Basicamente, a OOR consegue que seja menos custoso, mais simples e mais seguro compreender o oceano, mediante o uso de barcos autônomos que funcionam com energia solar e que viajam durante meses recompilando dados oceânicos.

Julie Angus, diretora-geral da Open Ocean Robotics

Apostamos na inovação para satisfazer as necessidades dos clientes

A OOR é uma empresa eminentemente inovadora e focada na sustentabilidade: "Estamos concentrados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e entusiasmados com a indústria", declara Angus, que agradece à Iberdrola por lhes ter permitido fazer parte desse projeto.

NIGHT VISION TECHNOLOGY SOLUTIONS (NTVS), APOSTA NA ENERGIA EÓLICA 'OFFSHORE'

A Night Vision Technology Solutions (NTVS) é um fornecedor de sistemas de alta tecnologia com sede social em Rhode Island (EUA) que oferece câmeras térmicas e luminosas para aplicações específicas da indústria eólica offshore, busca e resgate, detecção de ameaças e análises de situações específicas.

Julie Janson, chefa de Desenvolvimento Empresarial da Night Vision Technology Solutions

Embora fôssemos novos no setor da energia eólica 'offshore', nos propusemos entendê-lo e aplicar nossa tecnologia para superar o desafio

Julie Janson, chefa de Desenvolvimento Empresarial da NTVS, destaca a vontade de aprendizagem e de evolução de sua empresa, que focou seus esforços em se introduzir e avançar em um setor tão complexo quanto o da eólica offshore. Segundo suas palavras, na NTVS "a estratégia consiste em procurar sempre formas de inovar".

Night Visions Technology Solutions e seus sistemas de câmera térmica e luminosa, líderes no setor.#RRSSNight Visions Technology Solutions e seus sistemas de câmera térmica e luminosa, líderes no setor.