TRANSIÇÃO ENERGÉTICA E DESCARBONIZAÇÃO

A Iberdrola antecipou-se em 20 anos à atual transição energética

O grupo Iberdrola aposta em um modelo de negócio limpo, confiável e inteligente que substitua a produção com fontes contaminantes por energias limpas e intensifique a necessária descarbonização e eletrificação da economia mundial. Uma visão que nos permitiu que nos antecipássemos 20 anos à atual transição energética.

A luta contra as mudanças climáticas é um dos mais importantes desafios que a humanidade deve enfrentar no século XXI e o envolvimento no processo de mudança para uma economia descarbonizada, baseada em energias renováveis, é uma tarefa de todos. O objetivo mínimo de 32 % de energia renovável estabelecido pelo Parlamento e Conselho Europeus sobre a Diretiva de Renováveis 2030 pode ser alcançado, mas isso só será possível em um contexto de alta descarbonização e eletrificação da economia.

Principais benefícios da descarbonização e da eletrificação da economia.#RRSSPrincipais benefícios da descarbonização e da eletrificação da economia.

O grupo Iberdrola se comprometeu a liderar a transição energética, uma responsabilidade iniciada já faz 20 anos e na qual investiu 100 bilhões de euros até agora, o que o converte no líder mundial em termos de energias renováveis. Ditos investimentos — dirigidos à eletrificação da economia, inovação e progressos tecnológicos e a uma maior conectividade do consumidorpassarão de 10 bilhões de euros em 2020 (40 % a mais do que a média dos três últimos anos), significando até 4.000 novos MW de capacidade instalada (8 % a mais). No encerramento do exercício 2019 já estavam executados ou em processo de construção 31 bilhões de euros e instalados um total de 5.500 MW novos, em comparação com os 1.000 MW médios dos anos anteriores.

Ignacio Galán, presidente do grupo Iberdrola

A visão estratégica e a capacidade de execução da empresa permitiram que nos antecipássemos 20 anos em relação à atual transição energética

Neste avanço para um futuro sustentável, o grupo assumiu seus próprios compromissos de descarbonização: a companhia estabeleceu como objetivo ter uma intensidade de emissão praticamente nula na Europa para 2030 e ser neutra em carbono a nível mundial em 2050. Atualmente, as nossas emissões de CO2 mantêm-se dois terços abaixo em relação aos nossos concorrentes europeus.

Este compromisso da companhia para reduzir as emissões e fomentar a descarbonização da economia através do fomento das energias limpas há levado a agência S&P Platts concedeu à Iberdrola na noite passada o prêmio à Transição Energética, única distinção não sujeita a indicação e baseada em um estudo externo objetivo.

2019 Energy Transition Award.#RRSS2019 Energy Transition Award.

A Iberdrola lidera a transição energética para um modelo sustentável através de seus investimentos em energias renováveis, redes inteligentes, armazenamento de energia em grande escala e transformação digital para oferecer os mais avançados produtos e serviços aos seus clientes.

LÍDERES EM ENERGIAS RENOVÁVEIS

A aposta em um meio ambiente livre de emissões tem como protagonista um maior desenvolvimento das energias renováveis. Seu desenvolvimento em massa permitirá reduzir as emissões, mas essa não será a única vantagem: irá também gerar e sustentar empregos de qualidade e aumentar a competitividade da indústria. "A nossa luta contra as mudanças climáticas, longe de ser um problema, é uma oportunidade", como afirmou o presidente do grupo Iberdrola, Ignacio Galán, durante a Cimeira de Ação Climática 2019, realizada em Nova York em 23 de setembro.

Galán explicou que "para a Iberdrola a transição energética começou há 20 anos", quando a companhia foi pioneira na aposta nas energias renováveis. Desde então, "temos demonstrado que fazer as coisas respeitando o meio ambiente não contraria os interesses dos acionistas nem dos trabalhadores, vai em benefício da sociedade", declarou.

A Iberdrola é líder internacional em energia e o primeiro produtor eólico na Europa. No encerramento do Exercício 2019, a Iberdrola dispõe de 52.082 MW (megawatts) de capacidade instalada, dos quais 76,8 % do total correspondem a tecnologias livres de emissões. A Iberdrola já gera 100 % de sua energia com zero emissões em países como Reino Unido, Alemanha ou Portugal. Além disso, em 2020 continuaremos reforçando a nossa posição em outros mercados como Itália ou Grécia e começará a nossa implantação em outros países como a Austrália.

 Energias renováveis, a chave na luta contra as mudanças climáticas

REFERÊNCIA EM REDES INTELIGENTES

A transição energética requer importantes investimentos na modernização, digitalização e automatização das redes para garantir uma transição eficiente, segura e confiável. Será necessário desenvolver novas equipes de redes, de software, aplicativos e sistemas de comunicação avançados. A necessidade dessas soluções tecnológicas gera investimento em I+D, inovação e conhecimento. Também na criação da malha industrial que, além disso, poderá ser exportada, gerando assim mais valor.

O grupo Iberdrola é hoje referência mundial de eficiência em redes e medidores inteligentes ao desenvolver uma das redes inteligentes mais avançadas do mundo na Espanha, Estados Unidos, Brasil e Reino Unido.

As redes de distribuição no grupo Iberdrola.#RRSSAs redes de distribuição no grupo Iberdrola.

 Medidores inteligentes instalados pela Iberdrola (Versão espanhola) [PDF]

LÍDERES EM ARMAZENAMENTO DE ENERGIA EM GRANDE ESCALA

A companhia é líder em armazenamento de energia com potência de 4.400 MW instalados mediante tecnologia de bombeamento, o método de armazenamento energético mais eficiente atualmente, já que não gera nenhum tipo de emissão poluente à atmosfera e apresenta um rendimento muito superior às melhores baterias do mercado.

A Iberdrola tem atualmente cinco projetos de armazenamento por baterias: três na Espana (dos quais o mais importante é o de Caravaca de la Cruz em Múrcia, com 3 MWh de capacidade e pioneiro no país, além do projeto do Campus da Iberdrola em Madri e do sistema SAGER em Vitória, norte da Espanha), um nos Estados Unidos (Oregon) e outro no Brasil (Fernando de Noronha).

Além disso, a sua próxima instalação em Puertollano (Ciudad Real) terá um sistema de baterias com uma potência de 5 MW e uma capacidade de armazenamento de 20 MWh.

NA VANGUARDA DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Neste processo necessário de transição energética, a Iberdrola também aposta na digitalização, destinando cerca de 5 bilhões de euros até 2022 ao desenvolvimento de projetos inovadores baseados em análise de dados e Inteligência Artificial.

Esta estratégia permite colocar o cliente no centro de todas as atividades: as redes são cada vez mais inteligentes e permitem a adaptação às novas necessidades e hábitos de consumo, promovendo maior eficiência e conectividade dos clientes. A digitalização da rede ou, o que é igual, a disponibilidade de uma infraestrutura que transporta eletricidade e dados, facilita a integração da energia renovável distribuída, uma gestão da rede cada vez mais ativa e a futura integração dos veículos elétricos, onde a Iberdrola desempenhará um papel decisivo em seu desdobramento na Espanha, graças à colocação em funcionamento do Plano 'Smart Mobility', em que se destaca o lançamento da nova App Recarga Pública Iberdrola que permite a reserva e o uso dos pontos de recarga da rede de Iberdrola, e também o lançamento da aplicação 'Smart Mobility Hogar' destinada ao controle das recargas dos equipamentos domésticos.

Fica evidente que a transição para um futuro sustentável irá exigir o melhor de todos os envolvidos no processo, e o grupo Iberdrola seguirá o caminho iniciado já há 20 anos, uma estratégia totalmente alinhada com a ação pelo clima (ODS 13).
 

 A transição energética, uma oportunidade de negócio (Versão espanhola)

 Contra as mudanças climáticas (Versão espanhola)

 Investimento em renováveis (Versão espanhola)