DESCUBRA O 'VIDEO MAPPING'

'Video mapping', a luz que converte os edifícios em arte

É quase impossível não ficar deslumbrado diante do espetáculo de luzes, som e movimento que o video mapping oferece. Para muitos, essa técnica a meio caminho entre a tecnologia e a fantasia representa uma nova e impactante forma de fazer arte. Enquanto isso, setores como o da publicidade já utilizam essa técnica para promover seus produtos.

A técnica do video mapping, embora seja popular no mundo da cultura, do espetáculo e da publicidade, continua sendo bastante desconhecida em nosso cotidiano... Exceto em Bucareste. Já há alguns anos, na capital romena acontece o iMapp, um festival que reúne dezenas de milhares de pessoas na Praça Constitutiei para presenciar a maior competição de video mapping do mundo. Nesse festival alguns dos artistas de vídeo mais relevantes do panorama internacional apresentam suas projeções sobre os 22.000 m2 de fachada do Palácio do Parlamento. A iniciativa demonstra o potencial dessa nova arte.

O QUE É 'VIDEO MAPPING'?

O video mapping é uma técnica visual que consiste em projetar imagens sobre superfícies, na maioria dos casos edifícios, para criar efeitos e animações tão impactantes que parece que ganham vida. Além dos edifícios o video mapping também pode ser executado sobre qualquer objeto, por isso é amplamente utilizado em publicidade, seja sobre veículos, vitrines, esculturas, cortinas ou pessoas.

O que é preciso saber para montar um video mapping? Exige conhecimentos em design gráfico e design 2D e 3D, em programas de geração de imagens, em programas de mapeamento e animação como o Mad Mapper, que facilita a adaptação de uma projeção em diferentes superfícies; o Resolume Arena, talvez o mais conhecido para fazer esse tipo de exercício; ou o Visution Mapio, que se destaca devido à sua usabilidade fácil.

Quanto aos materiais, três são fundamentais: a superfície, o projetor ou projetores adequados — dependendo da potência da tipologia do espetáculo — e o programa informático, tais como os mencionados anteriormente, através do qual se cria o espetáculo. Também é vital fazer um manuseio magistral da luz, da perspectiva e do som para enganar os sentidos dos espectadores e conseguir uma imersão completa.

TIPOS DE 'VIDEO MAPPING'

Existem tantos quanto as mentes de seus criadores possam imaginar, mas as tipologias mais habituais são as seguintes:

 Arquitetônico 
O mais popular. Utiliza edifícios de todos os tipos para projetar fantasias de luz e movimento. Também temos a versão sobre mobiliário urbano.

 Publicitário 
É uma das tendências audiovisuais no setor da publicidade, pois há cada vez mais demanda por parte das empresas para lançar novos produtos ou serviços de uma forma espetacular.

 Artístico 
Utilizado para recriar cenários históricos ou para criar volumes e formas abstratas em objetos geométricos como cubos ou pirâmides.

  Table mapping 
É utilizado para animar os objetos habituais de uma mesa — pratos, garrafas ou alimentos — com a finalidade de criar experiências gourmet graças à impactante colocação em cena.


Como fazer 'video mapping'?#RRSSComo fazer 'video mapping'?
 VER INFOGRAFICO: Como fazer 'video mapping'? [PDF]

OS 'VIDEO MAPPING' MAIS ESPETACULARES DO MUNDO

Embora não exista uma classificação oficial, por aclamação popular/profissional esses são os cinco video mapping mais espetaculares do mundo:

1. Ópera de Sydney (Austrália)
Artistas de todo o mundo projetam todos os anos suas animações sobre as formas singulares desse edifício, potencializando a espetacularidade de seus video mapping.

2. Catedral de Oaxaca (México) 
A fachada desse templo se converte em um autêntico show de luzes, cor e movimento onde se misturam arte, cultura, história e inovação.

3. Museu de arte digital Odaiba (Japão)
O grupo artístico japonês TeamLab criou um video mapping para trazer ao mundo real um sonho ao longo de 10.000 m2 com a intervenção de 470 projetores e 520 computadores.

4. Castelo de Rochester (Inglaterra) 
Esta fortaleza tornou-se o lugar ideal para promover a estreia de Iron Man 2. Tudo isso acompanhado da música do AC/DC.

5. Festival Internacional de Edimburgo (Escócia) 
A Avenida St. Andrews da capital escocesa se converteu durante a noite em um jardim mágico para comemorar a floração.

E como curiosidade... Desde 2013 as ruínas do castelo de Breda, uma fortificação de início do século XIX perto da fronteira oriental com a Hungria, se converteram no primeiro video mapping permanente da Europa.


Conheça o Festival Luz y Vanguardias.


 Entrevista com Daniel Canogar

 As máquinas podem produzir arte? (*) Nota

 Os melhores monumentos do mundo (*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.