O QUE SÃO 'COBOTS'

'Cobot', o tipo de robô que revolucionará o seu dia a dia

Os robôs e os seres humanos podem ser colegas de trabalho e tudo graças ao aumento da robótica colaborativa. A presença dos cobots na indústria está mudando os processos de produção porque, ao contrário dos robôs industriais, são capazes de trabalhar com eficiência, segurança e destreza com o resto dos funcionários em todos os tipos de tarefas.

O 'BOOM' DOS ROBÔS COLABORATIVOS

O conceito cobot — abreviatura de robô colaborativo — não é novo. Na verdade, nasceu no final dos anos noventa através de um projeto de pesquisa, mas é agora, quase um quarto de século depois, quando estão pousando nas empresas, tanto nas grandes como nas pequenas, para transformar o modelo produtivo e participar na grande Revolução Industrial 4.0.

Os cobots compartilham o posto de trabalho com os funcionários, colaborando, manobrando e interagindo com eles. Não só não substituem a mão de obra humana, mas também se convertem em seus guarda-costas. Estas máquinas liberam os funcionários das tarefas mais perigosas, repetitivas e pesadas reduzindo as faltas e as doenças ocupacionais. Além disso, têm sensores capazes de detectar a presença humana e agir de acordo — por exemplo, diminuindo a sua velocidade para não causar ferimentos —. Eles também se destacam por sua leveza — alguns pesam menos de 10 quilos —, o que facilita o seu transporte para qualquer ponto da cadeia produtiva.

Os cobots são um prodígio da tecnologia. Graças à sua visão artificial — essencial para a detecção e interação com as pessoas já mencionada — e os outros acessórios com os quais estão equipados podem desempenhar uma infinidade de tarefas. As principais são: polimento, análise de laboratório, supervisão de máquinas, moldagem por injeção, embalagem, controle de qualidade, montagem, aparafusamento, colagem, soldagem, etc. Se queremos um robô que colabore com uma pessoa, tem que aprender com ela e ser capaz de modificar seu comportamento. É aí que entram em ação a Inteligência Artificial (IA) e o Machine Learning.

DIFERENCIAS ENTRE ROBÔS E 'COBOTS'

Os cobots, como vimos acima, assumem as tarefas de máxima precisão onde um trabalhador humano, devido à fadiga, pode cometer erros. Assim, eles permitem que os humanos se concentrem em tarefas de valor agregado para oferecer um melhor serviço aos clientes. Este é apenas um dos muitos benefícios que os robôs colaborativos oferecem em relação aos tradicionais:

 Mais portáteis
Os tradicionais são instalados em um local fixo, enquanto os cobots podem ser transportados facilmente ao ponto onde melhor adapte às necessidades da empresa.

 Mais versáteis
Os tradicionais são construídos para desempenhar uma única tarefa, enquanto que os cobots podem executar diferentes funções.

 Mais colaborativos
Os tradicionais são criados para substituir o homem no posto de trabalho, enquanto que os cobots cooperam com eles no trabalho diário.

 Mais econômicos
O custo dos tradicionais é muito alto e são necessáriosvários anos para amortizar o investimento. Os cobots, por outro lado, são mais econômicos e são amortizados mais rapidamente.

 Mais seguros
Os tradicionais ficam fechados dentro de uma jaula por motivos de segurança, enquanto que os cobots trabalham junto com o funcionário sem riscos.

Os pontos fortes dos cobots.#RRSSOs pontos fortes dos 'cobots'.

 VER INFOGRAFICO: Os pontos fortes dos 'cobots' [PDF]

O CRESCIMENTO DOS 'COBOTS'

Os cobots são, atualmente, o segmento de maior crescimento da automatização industrial. Segundo os dados da Robotic Industries Association (RIA), espera-se que em 2025 se multipliquem por dez até chegar a 34% de todas as vendas de robôs industriais, Daniel Frisch, gerente comercial da Universal Robots — um dos principais fabricantes —, explica que "os cobots são cada vez mais acessíveis e estão reduzindo drasticamente a barreira da automatização permitindo que chegue a áreas até então consideradas muito complexas ou caras".

A Federação Internacional de Robótica (IFR) calcula que em 2019 haverá 2,6 milhões de robôs operacionais, a maior parte deles em setores como o automotivo, a eletrônica, a química ou os plásticos. O mercado exige, cada vez mais, produtos personalizados ao gosto de cada cliente e aí os cobots se tornam grandes aliados pois uma de suas principais virtudes é que podem fabricar uma infinidade de peças diferentes em series curtas.
 

 'Chatbots', uma nova forma de atender seus clientes(*) Nota

 Como os robôs educativos ajudam no desenvolvimento de seus filhos?(*) Nota

 Impressão 4D, benvindos à Quarta Revolução Industrial(*) Nota

   

(*) Disponível na versão em espanhol.