'START-UP CHALLENGE': SINCRONISMO NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO

Buscamos tecnologias inovadoras de verificação de sincronismo entre diferentes áreas da rede

A britânica Smart Power Networks (SMPnet) foi a vencedora deste challenge na busca de soluções inovadoras que promovam sistemas de medição de sincronismo da tensão entre pontos afastados, adaptados às necessidades da rede de distribuição. O desafio foi lançado pela Iberdrola através do seu Programa Internacional de Start-ups - PERSEO, o Global Smart Grids Innovation Hub e Catapult.

A equipe de especialistas da área de Redes da Iberdrola, em colaboração com a Catapult Energy Systems, selecionou a start-up britânica Smart Power Networks (SMPnet) como vencedora do desafio lançado pela Iberdrola, através de seu Programa internacional de Start-ups - PERSEO, o Global Smart Grids Innovation Hub e Catapult, em um evento de apresentação que contou com a presença de mais de 50 entidades de origem britânica.

O objetivo era identificar soluções competitivas e inovadoras que permitam fazer medições nas fases da rede de distribuição, de modo que o sistema permaneça equilibrado, para ajudar na rede de mais de 1,2 milhão de quilômetros de linhas elétricas de transmissão e distribuição que o grupo tem localizadas entre os Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e Espanha.

Após analisar as limitações do sistema de telecomunicações e definir os requisitos mínimos para o sistema de controle dos inversores, a SMPnet propôs desenvolver um protótipo do sistema de controle.

Em uma segunda fase, a SMPnet poderá — em colaboração com fabricantes nacionais de eletrônica de potência membros do GSGIHub — testar seus projetos em laboratório de potência, utilizando equipamentos reais que futuramente poderiam ser implantados na rede.

POR QUE FOI LANÇADO O DESAFIO

A eletricidade é transmitida dentro daquilo que denominamos "Sistema de Tensão Trifásico", onde três tensões alternadas monofásicas viajam dos ativos de geração até os pontos de consumo, passando pelas redes de transmissão e distribuição, mantendo sua frequência e com alterações limitadas em seus ângulos de fase.

Porém, a geração distribuída permite a criação — intencional ou não — de ilhas, áreas da rede de distribuição que funcionam desconectadas do resto. A tensão é gerada internamente nessas ilhas, por isso não está sincronizada com o resto da rede.

A equipe de especialistas da área de Redes da Iberdrola utiliza diversas tecnologias para medir de forma sincronizada as magnitudes e ângulos entre as fases de tensão ao longo de diferentes pontos da rede elétrica. Para manter a estabilidade do sistema, essas Unidades de Medição Fasorial (Phasor Measurement Units, PMUs) são utilizadas principalmente em redes de transmissão, já que foram tradicionalmente custosas.

No entanto, cada vez há mais necessidade de soluções de medida das fases nas redes de distribuição, sobretudo devido às grandes mudanças e à expansão que essas redes estão atravessando em virtude da transição energética e do auge da geração renovável distribuída.

GLOBAL SMART GRIDS INNOVATION HUB

Este desafio representa uma das primeiras atividades globais do novo centro de inovação em redes inteligentes da Iberdrola, o Global Smart Grids Innovation Hub. Este centro pretende ser uma referência mundial em redes inteligentes — por meio de colaboração aberta e cooperação e o coworking entre técnicos da i-DE com fornecedores, start-ups e diferentes organizações ao redor do mundo — e permitira responder aos desafios da transição energética.

O hub atuará como plataforma indutora de inovação, combinando a capacidade tecnológica da companhia com a dos colaboradores: fornecedores, universidades, centros tecnológicos e start-ups. Também servirá para atrair fornecedores estratégicos e o talento internacional, reforçando assim o ecossistema empresarial.

Iberdrola já identificou mais de 120 projetos para seu futuro desenvolvimento no valor de 110 milhões de euros. As linhas de trabalho, de âmbito internacional, permitirão desenvolver e implementar soluções inovadoras para a atividade de Redes da Iberdrola no mundo.

¿O QUE É CATAPULT?

Energy Systems Catapult foi criada para acelerar a transformação do sistema de energia do Reino Unido e garantir que as empresas e consumidores do Reino Unido aproveitem as oportunidades de crescimento limpo. Catapult é um centro de excelência independente e sem fins lucrativos que preenche a lacuna entre indústria, governo, academia e pesquisa. Adotamos uma visão abrangente do setor de energia, o que nos ajuda a identificar e abordar as prioridades de inovação e barreiras de mercado, de forma a descarbonizar o sistema energético ao menor custo.

Catapult Energy Systems.

O PRÊMIO

O projeto será desenvolvido em colaboração com os especialistas técnicos da área de Redes da Iberdrola.

O prêmio consistirá na assinatura de um acordo de colaboração e teste com o Programa Internacional de Start-ups - PERSEO ou outra empresa relevante do grupo, que assumirão os custos e fornecerão ao vencedor o apoio técnico necessário, dando acesso a equipamentos, equipes, infraestruturas, locais de alta tecnologia e áreas de trabalho.

Além disso, o vencedor será incluído diretamente no processo de adesão ao Global Smart Grids Innovation Hub, como mais um colaborador que poderá se beneficiar dos serviços, atividades e recursos disponibilizados no centro.

Se o ensaio ou teste do conceito for satisfatório, a Iberdrola poderá oferecer ao vencedor a oportunidade de incrementar a solução por meio de acordos comerciais.

Além disso, o PERSEO poderia considerar investir no participante.

CRONOGRAMA

22/04/2021
Lançamento
público
do desafio
14/05/2021
Prazo para
receber
propostas
Junho 2021
Anúncio do
vencedor