INVESTIMENTOS NO NEGÓCIO DE GERAÇÃO E CLIENTES

Soluções inteligentes e inovadoras que situam os clientes no centro da transição energética

#empresa #investimentos

A progressiva eletrificação dos usos energéticos, impulsionada pela descarbonização da economia, permitirá que a Iberdrola aumente sua base de clientes. O grupo, que planeja investir mais de 6 bilhões de euros em seu negócio de Geração e Clientes entre 2020 e 2025, chegará a 60 milhões de contratos com clientes no final desse período, e antecipou um cenário para 2030 onde calcula que sua base de clientes chegará a 70 milhões. A Iberdrola oferecerá soluções inteligentes e inovadoras no âmbito residencial (bomba de calor, armazenamento de energia, mobilidade elétrica e autoconsumo) e industrial (smart solutions, eletrificação de processos e hidrogênio verde): soluções que colocarão os clientes no centro, tornando-os responsáveis pelo uso da energia.

O processo de descarbonização que a economia mundial deverá enfrentar de forma iminente trará consigo um aumento da demanda de eletricidade como resultado da eletrificação dos usos finais. Essa maior demanda exige avanços em tecnologia, digitalização e eficiência. Dessa forma, surgem novos produtos e serviços energéticos que colocam os clientes no centro, permitindo-lhes ser os responsáveis pelo uso da eletricidade graças a uma maior conectividade e capacidade para gerir e controlar seu consumo.

Nos setores onde a eletrificação não é possível ou não é competitiva, o hidrogênio verde surge como uma alternativa para sua descarbonização. É fundamental substituir o hidrogênio cinza — obtido a partir de fontes poluentes — por hidrogênio verde nos usos industriais e químicos atuais, assim como propiciar sua utilização em setores difíceis de descarbonizar, tais como o transporte marítimo, o aéreo e o pesado.

MAIS DE 6 BILHÕES DE EUROS PARA O NEGÓCIO DE GERAÇÃO E CLIENTES

O modelo de negócio do grupo Iberdrola se fundamenta em três pilares principais: descarbonização da eletricidade através das energias renováveis e armazenamento eficiente; integração do sistema graças às redes; e eletrificação da demanda, oferecendo mais soluções energéticas aos clientes residenciais (bomba de calor, armazenamento de energia, mobilidade elétrica e autoconsumo) e industriais e comerciais (eletrificação de processos, smart solutions e hidrogênio verde).

Com o objetivo de se adiantar e aproveitar as oportunidades da revolução energética que as principais economias do mundo estão enfrentando, a companhia anunciou um plano de investimento histórico de 75 bilhões de euros para o período 2020-2025 — que será de 150.000 em 2030—,  dos quais mais de 6 bilhões serão destinados ao seu negócio de Geração e Clientes até 2025. A área comercial receberá mais da metade desse investimento (3,2 bilhões), seguida pelas de geração (1,9 bilhão), hidrogênio verde (700 milhões) e medidores inteligentes (500 milhões).

Tais investimentos reforçarão sua presença em mercados já consolidados, como a Espanha e o Reino Unido, para os quais irão 44 % e 20 % do investimento, respectivamente. O grupo também aposta nos países em que a Iberdrola Energía Internacional (IEI) está presente — os quais receberão 19 % do investimento —, especialmente Portugal, Itália e França, que terão um forte crescimento, assim como a Alemanha e Irlanda, onde pretende abrir novas oportunidades. Outros 16 % irão para o México e o 1 % restante para o Brasil.

MULTIPLICAREMOS POR 1,4 NOSSOS CONTRATOS COM CLIENTES EM 2025

Presenca internacional do grupo Iberdrola na área de Clientes.#RRSSPresença internacional do grupo Iberdrola na área de Clientes.

No encerramento do Exercício 2019, a companhia tinha 42 milhões de contratos com clientes em 10 países: Espanha, Reino Unido, Estados Unidos — através das distribuidoras da AVANGRID1 Nota e da Iberdrola Texas —, Brasil — através das distribuidoras da Neoenergia2 (COELBA, CELPE, COSERN e ELEKTRO) e da Neoenergia Comercialização —, México, Alemanha, França, Irlanda, Itália e Portugal. Graças à progressiva eletrificação da demanda energética, a Iberdrola elevou esses contratos para 43,8 milhões em 2020 e prevê que estes atinjam 48,5 em 2021, 50 em 2022 e 60 em 2025, ou seja, 1,4 vezes mais. Além disso, antecipou um cenário para 2030 onde calcula que sua base de clientes chegará a 70 milhões.

Por área geográfica, a Espanha continuará sendo o país com maior número de clientes (34 % dos contratos em 2025), mas a Iberdrola Energía Internacional ganhará peso, pois passará de representar 3 % dos contratos em 2019 para 16 % em 2025.

AS SOLUÇÕES 'SMART' CRESCEM

Os investimentos previstos também se destinarão a aumentar a variedade de serviços que a Iberdrola oferece aos seus clientes, chegando a 40 milhões em 2025, ou seja, 60 % a mais em relação aos 25 milhões de 2019. No contexto desses serviços, as soluções Smart terão um crescimento exponencial: de 8,4 milhões em 2019 para 22,6 em 2025.

No exercício de 2020, estas soluções já totalizavam 9,3 milhões (chegarão à cifra de 10,7 em 2021) e representaram cerca de 4 % do lucro líquido do grupo. A companhia já oferece tais soluções em países como Espanha, Portugal, Itália ou Brasil e planeja expandi-las às demais regiões onde comercializa sua energia.

As soluções Smart que a companhia energética oferece aos seus clientes residenciais na Espanha são:

Por sua vez, o pacote de serviços para clientes industriais na Espanha inclui:

Essas soluções Smart permitem monitorar, otimizar — através de inteligência artificiale controlar o consumo para fazer um uso responsável da energia. Além disso, em conjunto constituem um modelo integrado capaz de satisfazer 100 % das necessidades dos clientes.

O HIDROGÊNIO VERDE, VETOR ESTRATÉGICO PARA OS CLIENTES INDUSTRIAIS

A Iberdrola incluiu o hidrogênio verde como um dos principais serviços que oferece ao segmento industrial, apostando de maneira pioneira nessa tecnologia como solução para uma descarbonização eficiente no médio prazo. A companhia projeta o desenvolvimento de mais de 800 MW de hidrogênio verde até 2027 (serão cerca de 50 em 2022 e aproximadamente 600 em 2025) com um investimento de 1,8 bilhão de euros.

A iniciativa começará com a implantação do maior complexo de hidrogênio verde para uso industrial da Europa, que entrará em funcionamento em 2021, e poderia estar concluído com três outros projetos entre 2023 e 2027 nas instalações químicas da empresa Fertiberia na localidade de Puertollano (Ciudad Real) e Palos de la Frontera (Huelva). Dessa forma, o grupo produziria 1.000 toneladas de hidrogênio verde até 2022 e aproximadamente 15.000 até 2025, que poderiam chegar a 85.000 em 2030 se esses três projetos se concretizarem.

O plano, sujeito ao apoio do Fundo Europeu de Recuperação, está em consonância com a estratégia de recuperação pós-COVID e com os objetivos de descarbonização estabelecidos tanto pela União Europeia quanto pelo governo espanhol até 2030, pois a UE pretende ter 40 GW de eletrolisadores de hidrogênio verde em apenas 10 anos e a Espanha planeja chegar a 4 GW de potência instalada nessa data.

A este primeiro acordo se somam outros na localidade de Inverness (Reino Unido) para produzir hidrogênio verde através de eletrólise e em Barcelona para abastecer os ônibus urbanos com hidrogênio verde. Além disso, a Iberdrola apresentou 53 projetos ao programa Next Generation EU, que ativariam investimentos no valor de 2,5 bilhões de euros para atingir uma produção anual de 60.000 toneladas de hidrogênio verde.

A companhia também lidera o desenvolvimento de uma cadeia de valor para apoiar a implantação de novos fabricantes de eletrolisadores. Nesse sentido, o grupo constituiu a Iberlyzer, que se converterá na primeira empresa fabricante de eletrolisadores em larga escala da Espanha.

Da mesma forma, a Iberdrola criou uma parceria global para acelerar a escala e produção do hidrogênio verde com o objetivo de propiciar a transformação das indústrias mais intensivas em carbono do mundo, incluindo as de geração de energia, produtos químicos, fabricação de aço e transporte pesado. Com o nome de Green Hydrogen Catapult, o consórcio é formado por sete líderes industriais que já trabalham na implantação de 25 GW de hidrogênio verde até 2026, assim como para reduzir pela metade o custo atual dessa tecnologia.

 

1 A Iberdrola S. A. tem uma participação de 81,5 % na Avangrid, Inc.

2 A Iberdrola, S. A. tem uma participação indireta de 50 % + 1 ação na Neonergia, S. A.